1 de abr de 2013

OneShot – O amor pode estar do seu lado.





JOE NARRANDO

Andava de carro pelas estradas já conhecidas. Eu não andava ali há muito tempo. Muito tempo mesmo. Estava nervoso. Hoje me declaro pra ela. Declaro que sou muito apaixonado por ela. Que a amo, que não quero viver sem ela ao meu lado. Demi sempre foi a mulher da minha vida. Começou com uma simples amizade. Até que se tornou um grande amor.  Não sei se só eu sentia aquilo por ela, mas mesmo assim, vou dizer que a amo. Hoje. O som do carro era alto. Eu cantava junto com a música, pra aliviar o nervosismo.
“Here I go again on my own, going down the only road I've ever known”
O que vou falar quando ver seu rosto? Que a amei por toda uma vida? Não sei. Parei em frente a sua casa. Não havia mudado. Ela estava ali, parada me observando.
- Demi! – Gritei.
- Ah, Joseph! – Gritou ela.
Me deu um abraço forte. Que saudade daquele abraço! Ficamos algum tempo abraçados; eu já estava entorpecido.
- Que bom que você veio!
- Quero conversar com você.
- Ah, claro. Vem, entra. - Ela abriu a porta pra mim e se encaminhou até a sala. Me sentei. Seu pai passou por lá, e disse que mais tarde voltaria.
- Então, o que te trouxe até a minha humilde cidade? – Brincou.
- Só estou de passagem. Vim te ver.
- Awn. Tava com saudades é?
Ri.
- Você não muda. Sempre tão...
- Perfeita?
- Eu ia dizer engraçada, mas perfeita também serve.
- Você também continua o mesmo. – Ela entrou na brincadeira.
- Continuo...O mesmo mala?
- Eu ia dizer gostoso.
Fitei ela, sem reação. Nós dois rimos.
- Cadê seus irmãos? – Perguntou interessada.
- Eles estão no hotel.
- Eu quero vê-los. Estou com saudades do Nick e do Kevin.
- Então eu te levo até o hotel. – Ela ficou radiante. Droga! Estou apaixonado por ela!
Levei-a até lá. Sempre contando histórias, essa Demi...
Chegando lá, o recepcionista nos avisou que Nick e Kevin haviam saído.
- Não tem problema. – Falou Demi. – Eu quero ir o banheiro.
Assenti, peguei a chave do quarto e a levei até lá. Depois que voltou do banheiro, sentou ao meu lado no sofá. Era a hora.
- Demi, eu preciso confessar uma coisa. 
- Eu também - Ela respondeu, me fazendo estremecer. - Fale primeiro. 
- Desde que você chegou, despertou em mim um sentimento. Não novo, mas velho. Ele estava adormecido e você o fez acordar. O que eu quero dizer é que sempre fui apaixonado por você e só agora percebi. Pode me chamar de idiota, estou pronto para levar o toco histó... 
Ela não me deixou falar. Me calou com um beijo suave. Avancei para sua boca, a fim de recuperar todo o tempo perdido. O que era calmo ficou selvagem. Ela arranhava minha nuca, causando-me arrepios e eu já estava com a mão por baixo de sua blusa. 
Foi uma noite inesquecível.
(...)
Acordei. Passei a mão pelo colchão. Cadê ela? Como fui parar em casa? Sem a Demi? Me lembrei de tudo. Deixei as lágrimas escaparem de meus olhos. Fora um sonho. Eu só queria morrer, eu não a tinha comigo, eu não acordara com ela. Os soluços vinham compulsivamente e eu não conseguia os controlar.  Por que a vida é tão injusta? Há noites tenho o mesmo sonho, que um dia foi realidade. Sim, aquilo já acontecera. E depois o destino novamente nos levou a caminhos distintos e desde então não a vi mais, a única notícia que tenho é que ela se casou e tem uma filha. Ouvi passos se aproximando. Minha cabeça doía, meu corpo estava fraco. Eu não quero viver sem ela. Uma mão se posicionou sobre o meu ombro. Eu já sabia quem era.
- Me deixa em paz,Kevin.
- Tenho notícias da Demi.Disse. Na mesma hora, limpei as lágrimas e olhei para ele. Eu precisava saber o que tinha acontecido. 
- Por favor, seja direto, sem torturas. 
- Não consigo. É muito sério - Seus olhos estavam vermelhos e eu concluí que ele havia chorado. 
O desespero tomou conta de mim. 
- Foi tudo muito rápido... Ela não teve culpa... 
- Ela... Morreu? - Minha voz falhou na última palavra. 
Kevin não respondeu, e o silêncio respondeu por si. 
- NÃO! - Eu gritei, colocando as mãos na cabeça, quase arrancando meus próprios cabelos. - Diz que não é verdade, Kev?  Diz que eu ainda tenho chances de ser feliz com ela? 
- Sinto muito - ele me abraçou forte e eu acabei por molhar toda sua camisa. - Tome um banho e nós vamos ao enterro. 
Apenas concordei. 
Podia prever meus dias sentenciados, podia me ver definhando a cada dia, podia me ver morrendo.
À medida que nos aproximávamos do caixão, eu podia ver uma garotinha no colo de um homem. A cara da Demi. O pai dela e a filha. Ambos abalados, mas ninguém mais transtornado do que eu. Onde está o marido dela? Eu me perguntava constantemente, sem coragem de falar com alguém a respeito. 
Cumprimentei silenciosamente os pais dela. 
- Joe, ela pediu para entregar isso a você - O pai de Demi me entregou uma carta, e a curiosidade escapou por minha fala. 
- E o marido dela? 
- A abandonou ano passado. 
- Por quê? 
- Leia a carta, meu rapaz, você entenderá tudo. 
Me aproximei do caixão e ali vi, literalmente, minha vida indo embora, estava tão fraco, que fui de joelhos ao chão. 
- Eu te amo tanto... - Eu falava baixinho. - Por que você me deixou? Poderia ter sido diferente... 
Comecei a chorar em silêncio, meus sentimentos não poderiam ser expressos em palavras.


“Joseph, se você está lendo esta carta é por algum motivo. No fundo, desejaria que você nunca a lesse, ao contrário, que eu pudesse proferir palavra por palavra a você. É tarde para dizer, mas sempre amei você, não fique remoendo o passado, apenas entenda. Fiz tudo por você, para não atrapalhar sua vida, muito menos seus planos. Sempre pensei a todo tempo no amor que deixei para trás. A culpa é minha, mas eu faria tudo de novo, se fosse preciso. Eu cometeria todas as ações, não importando se eu errei ou acertei. Tinha meus sonhos, abri mão deles. Não tenha receio de ser feliz, tente. Deixe seus medos para trás e aproveite o que a vida lhe der de melhor. Passei intermináveis dias com uma pessoa que não era você. Não eram seus beijos, não eram seus abraços, não era seu cheiro. Te amei intensamente, e continuarei amando, até a eternidade. Deixo para você um presente: nossa filha. Natalie. Cuide dela, por favor. A faça preencher minha falta. Não quero que esqueçam de mim, apenas vivam cada segundo como se fosse o último. Espero também que me perdoe por não ter contado antes, como disse, não queria estragar seus planos, muito menos ser um obstáculo. 
Com muito amor, eternamente sua,
 Demi.” 

Suas palavras me chocaram e ao mesmo tempo me deixaram entusiasmado. Eu sou pai! Tenho uma filha, aquela menina linda. Vou fazer de tudo para tê-la comigo, e recuperar o tempo que perdi.

10 anos depois...

- Papai, vou sair com as... - Natalie entrou em meu quarto e deparou-se comigo parado na janela, olhando para o nada. - Você tá chorando? 
- Não - Minha voz mentiu. 
Eu segurava nas mãos a única lembrança concreta dela, a carta. Todos os dias eu a lia, e relia. Precisava me sentir conectado a Demi de alguma forma. 
- Você leu a carta de novo? - Ela já estava ao meu lado. 
Respirei profundamente e fechei os olhos. 
- Dê-me isto - Ela tomou a carta e a rasgou. 
- Ei, o que pensa que está fazendo? 
- O que mamãe teria feito! Você não entendeu que ela não quer que seja assim, você precisa reagir e seguir em frente. 
- Você acabou de destruir a única coisa que a mantinha comigo. Você destruiu as minhas memórias. 
- Pai, é apenas um papel. Quem se importa? 
Ela jogou o papel rasgado no lixo. 
- Quem se importa? - Repeti suas palavras e deixei a última lágrima escorrer em minha bochecha. - São apenas memórias.

Oiee’

Me desculpem se estavam esperando uma comédia.
Mas, sempre há de haver um drama no meio, não?
Digam se gostaram. No meu caso, estou chorando até agora.
Beijos. Querem capítulo 18? Comentem minhas lindas.

3 comentários:

  1. eu to com lagrimas nos olhos!!
    foi muito linda a mini fic
    Posta Logo o capitulo 18
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. o capitulo 17 esta perfeito, quando ao Nini-fic esta perfeita mesmo.
    Posta logo o capitulo 18
    beijos

    ResponderExcluir
  3. OMG..
    Que emocionante..
    Tipo, chocante..
    Verdade..As vezes acontece uai..
    AHHHHHHHHHHHHH..
    Quero capitulo 18 sim u.u...
    Vejo que é sua obrigação postar o mais rápido possivel.Rum..u.u...
    Beijinhos amore..
    <3

    ResponderExcluir

Envie um comentário e ganhe um chocolate Wonka :3