26 de abr de 2013

Capítulo 33 – Engano




MORRI! O_O Que bunda é essa Kev, pelo amor de Deus!!


Caiu do céu, se revelou
Anjo da noite e das manhãs
Pra amanhecer em par, em paz
E quanto mais, melhor.
Você, sol de verão que faz chover
Som da maré, é luz e cor
Pro bom da vida acontecer
Onda que invade é o amor.
Queria ser navegador
Desse teu mundo estelar
Lua que amansa o meu desejo
Estrela azul, me leva...

(Trecho de “Em Paz” 5 a Seco &  Maria Gadú)
Empresa Lovato’s
10h10min
~Narradora On

“Estou com vontade de matar uma pessoa! Uma pessoa que eu odeio, que só serve pra me deixar estressada, não faz nada dentro de casa, só come e dorme e quando dorme parece uma pedra! (N/A: Caramba, o Joe é igualzinho a mim!) Não consegui nem dormir direito de tanta raiva daquela cara linda! (Ironia).”Pensava  Demi. Ela estava estressadíssima com Joe e brisando como sempre quando Nick bate na porta e abre ligeiramente.
- Linha 2 pra você. – Disse ele, saindo em seguida.
Demi pegou o telefone despreocupadamente e discou.
- Alô? – Perguntou uma voz desconhecida e feminina – Quem está falando é a Sra. Demetria Devonne Jonas?
- Lovato. – Corrigiu – Por favor. Quem está falando?
- Aqui fala... É, a secretária da Sra. Sullivans. Ela pediu pra eu avisar que a reunião que iria ter hoje às oito da noite será mais tarde, às dez horas. – Falou.
- Mas... Tão tarde? – Estranhou Demi.
- É que ela terá um compromisso mais cedo e não poderá atendê-los.
- Ah. Obrigada, então. – Falou Demi.
- Não há de quê. – Disse e desligou.
“Estranho, isso. Como a Sra. Sullivans sabe o telefone do meu trabalho? Hum. O Joe que se ferre! Haha, Já que ele não quer que eu fale com ele, então não vou avisar.” Pensou Demi. Ela passou o resto do dia trabalhando e foi pra casa muito tarde, já deviam ser umas sete e meia da noite. Kevin e Nick não a acompanharam, pois estavam atolados com aquela porcaria de balanço. Demi foi pra casa de taxi, pois o carro havia ficado com eles. Joe já estava em casa. Chegando lá, seu celular tocou. Era a Sra. Sullivans. Demi estranhou, mas atendeu.
- Alô? – Perguntou ela.
- Oi, só pra confirmar a sua presença hoje aqui na reunião. – Falou a Sra. Sullivans
- Sim, claro. Pensei que você estivesse num compromisso...
- Compromisso? Mas hoje eu não tenho compromisso. – Disse ela.
- Ué, mas sua secretária me ligou afirmando... E que a reunião seria só dez horas da noite!
- Eu não tenho secretária, querida... – Falou.
- Então? A reunião será daqui a meia hora? – Perguntou Demi
- Vinte e cinco minutos. – Ela falou. Demi desligou rapidamente.
- AQUELE CRETINO, PALHAÇO HIPÓCRITA! O Joe forjou uma ligação! Devia ter pedido pra uma das putas dele me ligar e falar aquilo! Mas isso não vai ficar assim, mas não vai mesmo! – Gritou se dirigindo até o quarto.
Do corredor, alguém ouvia toda a gritaria. Joe entrou silenciosamente na casa, pegou o dinheiro que havia na bolsa de Demi e saiu correndo pra tentar pegar um taxi. A rua estava muito movimentada. Demi desceu logo depois, apressada. Encontrou um táxi, e quando ia abrir a porta sentiu uma mão quente em cima da sua.
- Esse táxi já tem dono. – Joe disse.
- Seu cretino, filho da puta! – Gritou ela abrindo a porta. Ele tentou entrar no carro, mas ela não deixou. Expulsou Joe a pontapés do táxi. Aliviada, falou o endereço para o motorista. Foi quando seu celular começou a tocar.
- O que é Joe? – Gritou.
- Como você vai pagar o táxi, se você não tem dinheiro? – Perguntou ele rindo.
- Seu CRETINO! – Gritou ela, quando conferiu sua carteira.
- Sem dinheiro não dá, dona. – Comentou o motorista
- NÃO! Continua. – Falou ela! – Eu, posso... Posso te dar alguma coisa. – Ela estava louca de raiva.
- Se você me mostrasse as suas “sirenas” – Falou rindo.
- Minhas o quê? – Ela se assustou.
- Seus pom poms *\o/* - Disse ele.
- Tá maluco?!
- Você quer ir andando?  - Desafiou.
- Só... Um. – Desistiu, já desabotoando o casaco.
Ele sorriu.
(Gente, sou louca kkkkkkkkkk)
Joe já estava em outro táxi. O trânsito estava péssimo. O táxi parou, pois o engarrafamento estava terrível.
- Faltam doze minutos. – Joe murmurou pra sim mesmo. Dizendo isso, tirou dinheiro do bolso e pagou o cara. Abriu a porta e saiu correndo pela rua. Avistou Demi em cima de um daqueles carros grandes que levam turistas. Ela estava sorrindo, pensando que havia se livrado dele. Tomou um susto quando percebeu que ele já estava ao seu lado.



- Eu odeio você, odeio você... – Murmurou ela, fazendo Joe sorrir.
Desceram do carro e pularam o muro da casa da psicóloga.
Entraram lá todos sujos de terra, suados, ofegantes.
- Mas o que aconteceu com vocês? – Ela perguntou assustada.

~Narradora Off


Sintonia, telepatia, comunicação pelo cortex   


Oi alksioajdsikfajdih

Como estão??
Eu estou bem e não tenho novidades u.u
Gente, esses dois vão se matar!
Asashasuahushasu'
Comentem.
Amo vocês.


5 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkkk AMei
    Posta Logo
    está muito Perfeito
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. To viciada nessa fic,posta mais please

    ResponderExcluir
  3. O capitulo esta perfeito, o que o Joe esta a tramar.
    Posta logo
    beijos

    PS: gostava a tua opinião a ninha nova historia do meu blog
    http://jemiamorparasempreforever.blogspot.pt/2013/04/capitulo-1.html
    beijos

    ResponderExcluir
  4. hey!!!
    nova seguidora aqui -u.u
    que fic mais perfeita.
    tá de parabéns.
    posta logoo,
    beijos ;)

    ResponderExcluir
  5. Ameeeeeei, ta muito divo :)
    Esses dois sao hilarios hahahahha
    Posta logo flor!!
    Beijos ><

    ResponderExcluir

Envie um comentário e ganhe um chocolate Wonka :3