16 de out de 2013

05. Platonic Love – I promise it will be perfect!



Por Joseph.
- Como eu estou? – perguntei ao Kevin encolhendo os braços.
- Parecendo uma mulherzinha – falou ele seriamente – Já é a quinta vez que você troca de roupa, coloca uma lingerie e vai! – disse isso e saiu.
- Puta cara chato – resmunguei ajeitando as mangas da jaqueta. Esperei mais uns minutinhos. Eram sete e quarenta e cinco quando saí do hotel.  Dirigi devagar pra perder tempo e acabei chegando a casa dela em cima da hora. Buzinei uma, duas, três vezes. E ela veio correndo até o meu carro abrindo a porta rapidamente. E estava tão linda...
- Sua mãe tá em casa? – perguntei ajudando ela com o cinto de segurança.
- Sim, ela resolveu não sair mais. Ela acha que eu vou dormir na casa de uma amiga. – ela suspirou.
-Você tá linda. – eu disse sinceramente e ela sorriu grandão. Olhei pra estrada - Sua mãe não é nada liberal, né? – arqueei as sobrancelhas e comecei a dirigir – Já passou pela sua cabeça que você já pode até morar sozinha com dezoito anos? – indaguei prestando atenção na estrada. Ela demorou a responder e eu resolvi apressá-la. – Hein?
- Eu não prestei atenção em nada do que você disse depois que você me elogiou. – ela disse.
- Você é muito fanática, cara – gargalhei.
- Sou mesmo – deu de ombros e começou a rir junto comigo.
Assim que chegamos ao cinema, percebi que só havia entradas para depois das nove. O filme era novo e todos queriam assistir. Eu e Demi fomos até uma pizzaria perto do cinema pra esperarmos a próxima sessão.  Papo vai, papo vem, perdemos a sessão. Conversamos demais, falamos até de amar, e ela disse que me amava muito. Eu fiquei meio surpreso, mas ela é fã e isso já estava presumido. Papo vai, papo vem... Eu a beijei.
Foi um beijo calmo no início, mas em seguida eu comecei a ficar com muito tesão, aquela menina era uma tentação, tinha peito, coxas e uma baita de uma bunda. Ela parava o beijo pra respirar direito e aquilo me deixava louco!
- Quer dar o fora daqui? – perguntei ainda sem soltar a cintura dela. Ela demorou a assentir, mas concordou e fomos direto para o carro. Eu não tinha nenhum lugar em mente, só o hotel. Foda-se, eu preciso fazer isso.

 Por Narradora.
Joseph praticamente arrombou a porta do cômodo. Não havia ninguém nos quartos pela breve visão que eles tiveram do compartimento. Joe deitou por cima de Demi e a beijou com cuidado, acariciando suas costas. Ela agarrou forte a cintura dele e o beijou com a mesma intensidade. Ele carinhosamente passou a mão por baixo da blusa dela, tentando despi-la. Demi parou o beijo respirando alto.
 - O que foi? – perguntou ele confuso.
- É que... Eu sou virgem, Joe. – ela mordeu o lábio.
- Virgem? – ele fez uma careta leve e depois saiu de cima dela num pulo. Ajeitou a blusa dela – Desculpa. – ele foi até a pequena geladeira no canto do quarto, meio sem jeito. – Quer beber alguma coisa?
- Pareço menos atraente pra você só por que sou virgem? – Demi foi direta.
- O que? Não! – ele respondeu imediatamente – Muito pelo contrário... Eu quero muito. Mas é que... É uma coisa especial, sabe? Eu não quero te forçar. Quero que você tenha certeza.
- Você – ela pausou, envolvendo seu pescoço – É a maior certeza da minha vida.
Joseph sorriu envergonhado.
- Te prometo que vai ser perfeito – sussurrou ele, abraçando-a pela cintura.
Demi beijou a boca de Joseph exaltadamente. Ela nunca havia se sentido assim, tão... Quente. Ele levantou a blusa dela e jogou a mesma em cima da cama. Demi praticamente arrancou a camiseta do rapaz, parando um pouco para contemplar o peitoral que ela mais desejou em toda a sua vida. O perfume de Demi irradiava ainda mais o desejo de Joe. Ele tirou a saia dela e continuou acariciando suas costas, beijando seu pescoço. Demetria retirou o sutiã por conta própria.
- Você tem cheiro de limão – ele suspirou arrancando um sorriso tímido dela, que deitou por cima de Joe e retirou sua bermuda, deixando-o apenas de boxer. Ela sentiu um leve receio ao notar o volume mais que razoável que Joe possuía embaixo da cueca. Ele percebeu rapidamente a cara de aflição que ela fazia e sorriu timidamente, avançando em seus seios. Joseph chupou os mamilos de Demi com muito vigor, fazendo a garota vibrar de desejo (?)
Ela despiu a calcinha. Ficou um pouco tímida no começo, mas ele a fez se sentir a vontade. Ele tirou um preservativo do bolso, colocando-o corretamente e deitando por cima dela em seguida.
- Se quiser que eu pare é só pedir – ele sussurrou e ela fez que sim com a cabeça – Agora abraça minha cintura com força.
Ela obedeceu sem falar nada, estava nervosa. Joseph penetrou Demi com muito cuidado para não machucá-la. A menina gemeu de dor.
- Quer que eu pare? – ele perguntou preocupado e ela negou. Ele continuou penetrando-a lentamente, fazendo movimentos de vai e vem. Ela sentiu algo molhar suas pernas. Seu hímem havia se rompido; a dor fora substituída por um prazer extraordinário. Joe era experiente e atencioso. Era um príncipe, nada podia ficar mais perfeito! Ele fazia Demetria se sentir especial.
A respiração irregular de ambos ia ficando mais constante. Joe aumentara a velocidade das estocadas. Cansado dessa mesma posição, ele deitou-se de bruços ainda sem tirar o pênis de dentro dela.  Demi sentou-se sobre ele e foi fazendo movimentos circulares; rebolando muito sem perder a leveza. Aquilo fez Joseph gemer alto.
Eles ficaram nessa posição por mais alguns minutos até que Demi chegou ao seu limite. Joe gozou logo em seguida. Ele a puxou para o seu lado e ela pousou a cabeça no vão de seu pescoço com um sorriso nos lábios.

- Eu te amo... – ela sussurrou acariciando o tórax de Joe – Foi perfeito. 

  

Eu vou apanhar hoje ):
Mentira, eu acho q não vou apanhar, minha avó já foi pra casa dela, e eu acho q ela não disse nada pro meu pai. Assim espero. Taí o hot, já tinha passado pro word, mas no caderno ainda havia provas ): to xorosa, tenho q economizar pro neon lights tour, mesmo sabendo que nunca vou estar lá alçjzlkxch espero que gostem do capítulo que saiu depressinha, bjs ♥

8 comentários:

  1. Oh, eu fiquei imaginando sua vó lendo isso... Foi tenso o.O
    Mas mesmo assim~ta perfeito ><'
    Posta logo, viu?
    Beijos~

    ResponderExcluir
  2. Eu adorei tudo....
    Sua avó não deve ter falado nada para o eus pais,porque ela pensou:
    -minha nossa,minha neta né que tem potêncial para escrever...
    Kkkkkkk,acho mesmo que foi isso que ela imaginou..
    Posta logoo viu minha linda...
    Beijos diva

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. You make me so hot
    Esta perfeito <3
    Faz o que eu falei, diz que é um trabalho de biologia sobre a reprodução dos seres humanos! Se ela não engolir essa... Ai você vem morar aqui na minha casa kkkkkkkkkk!
    Veja pelo lado bom ~le faz careta~ antes o seu caderno do que o seu blog!
    Ai que ia foder tudo msm kkkk
    Por que você acha que ninguém da minha casa sonha que eu tenho um blog?
    "Fulaninho penetra fulaninha!"
    "Fulana tem um orgasmo!"
    Rapariga, mais que putaria da porra do caralho é essa hein?kkkkkkkkk ~rachei~
    É mais do que constrangedor... é... não tenho nem palavras!
    Enfim, já te dei uma boa desculpa!
    Amei esse hot! Por que será que a Demi sempre toma a iniciativa de tudo?
    Joe butterfly kkk
    2 bjos' posta logo'

    ResponderExcluir
  5. kkkkk, Eu sim, queria ver a vó lendo isso!
    Do jeito que ela é, tu tem muita sorte viu bixinha!
    Ela deve ter ficado é toda molhadinha, bghgfelgdkfhdgkfdfgk
    Eii doida, ficou massa o capítulo, espero ler muitos e muitos ainda viu >.<
    Parabéns, tu escreve super bem, bjs. Posta logo ♥

    ResponderExcluir
  6. Não acredito que sua vó leu isso '-' putz skdhkjash'
    Pensa pelo lado bom: ela não jogou fora a folha u.u
    E que hot mais perfeito menina *u*
    O Joe ainda acha que a Dems tem 18 anos laskdjjand'
    Posta logo migz!!

    2bj

    ResponderExcluir

Envie um comentário e ganhe um chocolate Wonka :3