4 de nov de 2013

06. It’s just inevitable




E a menina se perdeu olhando o sol se pôr, que final romântico morrer de amor

‘Por Demetria Lovato.
Ninguém parecia se importar com a minha presença ali. Todos eles estavam tão felizes... O bonitão teve alta do hospital; acabou-se a aflição. Ok, tudo certo. Chegou a hora, Demetria. Comecei a atuar impecavelmente. Ri da felicidade deles e até deixei escapar algumas lágrimas forçadas. Eu era muito boa nisso. Até que depois de um tempo alguém me notou ali, encolhida no canto da sala, enxugando as lágrimas com as costas da mão. Era uma menina fofa e amável. Me lembrava muito a minha irmã.
- Por que está chorando? – ela me perguntou com a voz doce.
- Você não entenderia pequena... – encenei mais um pouquinho e fitei seu rosto angelical.
- Qual o seu nome? – ela quis saber.
- Demi – falei e me arrependi no mesmo instante. Que droga, dei minha identidade verdadeira a ela!
- Eu sou Carly – ela sorriu – Agora pode me contar por que estava chorando?
- Eu fiquei observando de longe a alegria de vocês... – eu disse, me surpreendendo cada vez mais com a inocência da garotinha. Ela era tão... Fofa, em todos os sentidos.
- Meu pai teve alta – ela disse com uma ponta de alegria.
- Isso é muito bom – comentei, deixando escapar mais algumas lágrimas fingidas – Isso me faz lembrar que meu pai... Bem, ele não vai sair daqui tão cedo.
- O que ele tem? – perguntou ela agora segurando minha mão.
- Está muito doente e tem poucos dias de vida – respondi limpando o nariz. A menina era tão ingênua, eu tinha até dó de estar enganando ela.
- Eu sinto muito – falou Carly segurando com mais força a minha mão.
- Obrigada – murmurei baixo. Fixei o olhar por um instante nas pessoas que conversavam com o médico na recepção e apontei um homem alto e moreno que estava sentado numa cadeira de rodas e tinha as mãos enfaixadas – Aquele é o seu pai?
- Sim – disse ela. Reconheci o cara na hora, desde o momento em que ele percorreu o olhar pela extensão da sala na intenção de saber onde a filha se encontrava. Aquele era Joseph Jonas.

‘Por Carly Louise.
Ela era bonita e simpática. Falar com ela me fez sentir tanta falta da minha mãe... Eu sei que meu pai sempre me aconselhou a não conversar com pessoas desconhecidas, mas aquela mulher parecia tão frágil. Percebi que meu pai não parava de olhar pra cá. Ele tinha no rosto uma expressão sutil e parecia estar gostando do jeito que eu tratava Demi. Ele fez um gesto com as mãos em minha direção, como se estivesse me chamando.
- Bem, agora vou ter que ir – proferi soltando a sua mão.
- Tudo bem... Obrigada por ter vindo conversar comigo, eu estava precisando disso – falou Demi, me dando um abraço de lado. Não sei o que me chamou atenção nessa mulher, mas gostei dela assim que a vi chorando. Parecíamos ter algum tipo de relação, algo fora do comum.
- Tchau... – despedi-me e corri de volta até meu pai.
- Quem era? – ele perguntou segurando minha cintura.
- O nome dela é Demi, ela está esperando notícias do pai dela. – respondi.
- Bonita ela – ele disse pensativo e eu acabei sorrindo involuntariamente. Ué, meu pai não tem relação com outras mulheres desde que minha mãe morreu e eu sei que isso o faz se sentir um pouco infeliz.
Eu não entendia nada de medicina, mas a única coisa que pude compreender era que meu pai estava bem e logo iria voltar a trabalhar. Chamaram-no para dar seu depoimento na delegacia, e ele iria assim que estivesse totalmente recuperado.

‘Por Nicholas Jonas.
Chegando em casa, fui direto tomar um banho enquanto Dani e Miley foram preparar o almoço. Era bom ter todo mundo em casa de novo, me fez lembrar os velhos tempos. Assim que acabei de tomar banho, desci as escadas e o almoço estava servido.
- THAT’S LOVE BITCH! – Kevin e Danielle falaram ao mesmo tempo e começaram a rir. Isso me deixou curioso e eu logo perguntei o que estava acontecendo.
- A gente só tava dizendo que o Kevin e a Dani se conhecem bem demais... – explicou Miles rindo da brincadeira.
- Bem, isso é verdade, mas com certeza a Dani não sabe todos os segredos dele – comecei a me servir.
- Não cara, a gente tá falando sério. Ela sabe de tudo, mesmo – falou Joseph.
- Quê? Eu poderia contar um milhão de histórias sobre o Kev que a Danielle nunca desconfiou! – falei rindo.
- Tente – falou Dani sem tirar os olhos de mim. Kevin apenas deu de ombros e voltou sua atenção para a comida.
- Ele te contou da vez que esteve em Trenton? – perguntei rápido depois de pensar um pouco.
- Um macaco roubou as calças dele, é, ele me contou – falou ela rapidamente.
- Aquela festa em Las Vegas que ele foi enquanto você estava fazendo estágio.
- Teve um concurso de cachorro quente e ele passou a noite inteira vomitando.
- Uau! – falei quase derrotado – Ah! Seattle.
- Pegadinha. Kevin nunca foi pro Pacífico norte - oeste porque ele tem medo do Pé Grande.
- DROGA! – exclamei voltando a comer. Ela era boa nisso.
- Eu não tenho ``medo´´ Pé Grande, só acho que devemos ficar alertas. – Kevin se defendeu.
Isso era verdade, eles não só queriam contar tudo um ao outro, eles queriam saber de tudo. Isso é o que chamamos de casal dependente... Um não conseguia viver sem o outro.

‘Continua. 

Hey, it's me again! Plain to see again, please can I see you everyday? ♪

socorro kalhadasxzs morri nesse capítulo. slá, n sei se vocês leem no mesmo tom q eu leio, mas eu achei q ficou engraçado essa conversinha entre a Dani e o Nick heuehuehue. eai, gostaram do capítulo? postei rapidinho né, sou diva u-u. fiquei com saudades de postar aqui por isso me esforcei pra terminar esse capítulo hoje e postar pra vocês! enfims, comentem muito pfvr, tô sentindo falta de muita gente por aqui :c eu sei q falei q o blog n ia ser movido a comentários, mas vocês são minha motivação, n posso fazer nada quanto a isso... tô muito feliz com o desenvolvimento do blog, n tem nem um ano q eu tenho ele e 98 pessoas já seguem. bem, quanto a isso queria muito agradecer, amo vocês pra caramba. todos os comentários estão respondidos no post anterior, obrigada! vou indo agora, 2bjs nas ppk, mentira, q nojento.


7 comentários:

  1. Ameeeeeei *u*
    Que divo gente!!
    Carly tão fofa *--*
    Eu tbm li em tom diferente a conversa, ficou engraçado ASHAUSHUAHAUSHAU'
    Posta rápido assim de novo, exijo u-u
    Beijos gata ><

    ResponderExcluir
  2. Hey Suzzie.
    Ameiii..
    A Carly é tão fofaaa..Own..*-*
    haha
    Posta Logoo
    s2

    ResponderExcluir
  3. Ameii! o Capitulo Ficou maravilhoso
    Poste logo! Bjs

    ResponderExcluir
  4. Que capítulo mais divo u.u adorei demi conversando com a carly...momento fofo.
    Posta logo diva diva
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Demi Drama! kkkk
    Que menina mais linda de bonita, perfeita <3
    Amei esse capítulo, aliás, amo tudo o que você escreve :) agora... Beijo na ppk? kkkkkkkkkkkkkkk essa é demais, eu rachei agora! Mais ou menos assim: http://media.tumblr.com/tumblr_m7t6exkAPS1r2d9oh.gif Foi... bem original!
    Prevejo alguma coisa quente entre esses dois! (66 liga não, estou escrevendo uma cena quente "Daya" e estou de fogo no rabo kkkkkkk!
    Você quem fez o layout do blog abaixo?
    http://aboutagirl-fanfics.blogspot.com.br/
    Tenho quase certeza que sim u-u
    Eu quero usar *u*
    Beijos e posta logo'

    ResponderExcluir
  6. Ooii sou leitora aum tempo mas nunca comentei,sua fic é perfeita e eu to mt curiosa entao poooostee pleeeaase *-*

    ResponderExcluir
  7. Heeey minha bitch preferida!!!
    Poha, tava com sdds disso aqui, aaah mds, como tô atrasada, já tem fic que acabou e eu ainda tô aqui hauayuahaua
    Maaano, foi pesado pra mim esse último mês, minha vida tá uma merdinha e é isso! Agora voltei, mano, tem uma pa de coisa pra ler...
    Mas estou VIVA U.u
    Me desculpa pelo comentário de merda, agora tenho que almoçar, mas PROMETO que volto no fds pra recuperar o tempo perdido, ler td e deixar um comentário decente, oook?
    Beeijos, love ya ;3

    ResponderExcluir

Envie um comentário e ganhe um chocolate Wonka :3